• Valemobi

Athena Saúde pode movimentar R$ 2,5 bi em IPO

A Athena Saúde (ATEA3) definiu a faixa indicativa de preço na sua oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês), entre R$ 18,35 e R$ 23,12 por papel.


Dessa maneira, a operação poderá somar aproximadamente R$ 2,5 bilhões, levando em conta o ponto médio da faixa, R$ 20,74 e a venda de integral do lote base, de 120.551.640 ativos.


De acordo com o prospecto preliminar enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a oferta será primária (com 48.220.656 ações), ou seja, quando os recursos levantados vão para o caixa da companhia, e secundária (com 72.330.884 ações), quando os atuais acionistas vendem parte de suas fatias.


Ainda existe a possibilidade de a oferta ser acrescida de um lote adicional de até 20% do total de ações inicialmente ofertado, em até 24.110.328 papéis, e um lote suplementar de até 15% do total, em até 18.082.746 ativos.


O início do período de reserva será no dia 29 de abril e terminará no dia 10 de maio.


A fixação do preço está prevista para acontecer no dia 11 de maio.


A estreia das ações no Novo Mercado da B3 deve acontecer dia 13 de maio, negociadas sob o ticker “ATEA3”.

A operação é coordenada por Bank of America Merrill Lynch (líder), XP, Itaú BBA, Bradesco BBI, BTG Pactual, Santander e Banco ABC.


Os recursos provenientes da ação serão utilizados para:

  • Aquisições com contratos firmados (85%);

  • Aquisições futuras (15%).

Sobre a Athena Saúde


O Grupo Athena foi fundado em 2017 com o objetivo principal de organizar um modelo de saúde suplementar diferenciado no país.


A companhia possui atuação nos estados do Piauí, Maranhão, Rio Grande do Norte, Espírito Santo, Paraná e Rio Grande do Sul, regiões que possuem um bom potencial de crescimento e desenvolvimento, além de alta densidade populacional.


Sua rede é composta por 7 operadoras de planos de saúde, 10 hospitais, 1.104 leitos hospitalares, 30 centros médicos e 8 pronto-atendimentos.


Desde 31 de dezembro de 2018, o grupo conseguiu aumentar cerca de 4,75 vezes sua carteira de beneficiários, saindo de 141 mil para 671 mil pessoas.