• Valemobi

Contas do governo julgadas no Congresso; Dados fracos da zona do Euro


O cenário político teve uma trégua depois que o governo se aproximou do presidente do Senado, Renan Calheiros. Além disso, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luis Roberto Barroso, decidiu que as contas do governo da Presidente Dilma Rousseff, deverão ser julgadas em sessão conjunta no Congresso Nacional, com participação de deputados e senadores, e não separadamente pela Câmera dos Deputados ou Senado.

Com a decisão, o presidente da Câmera, deputado Eduardo Cunha (PMDB), perde força na articulação contra a presidente, já que era a favor de julgar as contas separadamente.

Na Europa

A agência de estatísticas da União Europeia divulgou hoje, sua primeira estimativa, mostrando que a economia da zona do euro cresceu menos do que era esperado no segundo trimestre.

Segundo a agência Eurostat, o Produto Interno Bruto (PIB) na zona de euro, que abrange 19 países, cresceu 0,3% na comparação trimestral de abril a junho e 1,2% na comparação anual. O mercado esperava um crescimento no trimestre de 0,4% e avanço de 1,3% no ano.

Em nota, a Capital Economics afirma que as pesquisas sugerem que a economia da zona do euro continuará crescendo, influenciada principalmente pelo crescimento da Espanha e pela economia sólida da Alemanha. Mas que ainda oferecem pouca esperança para uma recuperação mais acelerada.

#ZonadoEuro #EconomiaMundial #BancodoBrasil #Política #CrisePolítica