• Valemobi

Demanda supera três vezes a oferta da Rede D’or na bolsa, diz agência

A operadora de hospitais Rede D’or já possui uma demanda superior em mais de três vezes em sua oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês), de acordo com informações da Coluna do Broadcast, do Estadão.


Vale lembrar que a companhia ainda está em processo de reserva de ações, que vai até a próxima sexta-feira, 4. Seus papéis estrearão na B3 a partir da semana que vem, dia 10, sob o ticker RDOR3.


Segundo o Estadão, o interesse pelos investidores pela oferta inicial da Rede D’or equivale a mais de R$ 40 bilhões – somente os estrangeiros já somam metade da demanda.


A Eleven Financial recomendou aos seus clientes que participem da oferta, com os analistas estabelecendo o preço-alvo de R$ 81 por cada ativo. O valor está muito acima da faixa indicativa pelos coordenadores do IPO, de R$ 48,91 até R$ 64,35.


De acordo com o prospecto da companhia entregue à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), o procedimento de bookbuilding termina na próxima terça-feira (8) e, assim, a precificação será divulgada ao mercado.


Destinação dos recursos


A Rede D’or pretende utilizar o montante proveniente da tranche primária para a construção de novos hospitais, expansão de das unidades já existentes e aquisição de novos ativos, como hospitais, clínicas oncológicas e corretoras de seguros de saúde.


Coordenadores do IPO


A oferta é coordenada pelas instituições financeiras Bank of America, BTG Pactual, J.P. Morgan, Bradesco BBI, XP, BB Investimentos, Citi, Credit Suisse, Safra e Santander Brasil.


O que é bookbuilding?


De um modo resumido, o bookbuilding é o processo em que o coordenador da oferta estuda e avalia, em conjunto com os investidores, como seria a demanda de seus ativos no mercado.


Dessa forma, a empresa que pretende abrir capital ou fazer novas ofertas deve saber qual a intenção de compra dos acionistas e chegar a um preço razoável para o IPO ou novas ofertas (follow on). Leia mais.

Posts recentes

Ver tudo