• Valemobi

IMC terminou o 4º tri com prejuízo de R$ 39,6 mi

A IMC (MEAL3) reportou desempenho do quarto trimestre de 2020, com prejuízo líquido de R$ 39,6 milhões, ante o prejuízo de R$ 25,3 milhões.


No acumulado do ano, o resultado foi negativo em R$ 473,6 milhões, contra o prejuízo líquido de R$ 15,8 milhões.


A receita líquida consolidada do trimestre totalizou R$ 337,6 milhões, queda de 18,5% em relação ao mesmo período de 2019.

No ano como um todo, a receita líquida atingiu R$ 1,1 bilhão, redução de 28%, ante o ano anterior.


As vendas mesmas lojas consolidadas apresentaram impacto de 17,4% em reais e uma queda de 24,0% em moeda constante.


No Brasil, o segmento de aeroportos continua tendo fraco desempenho, apresentando queda de 55,2% no ano, com a Pizza Hut e KFC, enquanto os outros apresentaram queda de 26,9%.


No segmento das rodovias, a baixa foi de 6,3%. Mesmo mostrando certa retomada do fluxo de veículos nas estradas ao longo do último trimestre do ano, ainda não conseguiram reverter o sinal negativo.


Nos EUA, a companhia encerrou com queda das vendas mesmas lojas de 29,9% em USD.


No Caribe, o índice foi negativo em 31,5%.


O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) ajustado consolidado foi R$ 4 milhões negativo no trimestre em análise. Já no ano anterior, o Ebitda foi positivo, em R$ 52,5 milhões.


No acumulado do ano, o Ebitda foi positivo em R$ 35,2 milhões, queda de 85%, impactado pelos efeitos do Covid-19 nas operações vs. um EBITDA de R$ 236,3 milhões no ano anterior.


O Ebitda ajustado do Brasil foi negativo em R$ 5,9 milhões no ano.


O resultado operacional ajustado do Frango Assado atingiu R$ 33,1 milhões.


O segmento de Aeroportos apresentou resultado operacional de R$ 11,9 milhões.


Já o resultado operacional ajustado das operações de Pizza Hut, KFC e outros foi de R$ 11,7 milhões.


Nos EUA, o Ebitda ajustado totalizou R$ 32,6 milhões em 2020, em comparação com os R$ 64,5 milhões do ano anterior.


Em dólares, o Ebitda ajustado da operação foi US$ 4,9 milhões vs. US$ 16 milhões de 2019.


No Caribe, o Ebitda ajustado foi R$ 8,4 milhões vs. R$ 62,3 milhões no ano anterior.


No quarto trimestre, o fluxo de caixa operacional reduziu R$ 31,4 milhões vs. uma geração de R$ 41,2 milhões em 2019.


Em 2020, o fluxo de caixa operacional após aluguéis apresentou redução de R$ 147,2 milhões vs. geração de caixa de R$ 94,6 milhões no ano de 2019.

A companhia ainda sente os efeitos da pandemia, agora em sua segunda onda e com as novas medidas de restrição, afetando o seu desempenho do primeiro trimestre de 2021.


No entanto, a empresa segue otimista com a perspectiva para o ano, por conta do aumento de vacinação.


Além disso, a IMC continua monitorando a evolução da pandemia e desenvolvendo o seu delivery.


Em 15 de março, contavam com 46,9% dos restaurantes operando somente com delivery, 38,8% abertos com restrição e 14,3% fechados.