• Valemobi

IPO da PetroRecôncavo pode movimentar R$ 1,2 bi

A PetroRecôncavo (RECV3) definiu a faixa indicativa de preço de sua oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês), entre R$ 15,50 e R$ 19,50 por papel.


Desse modo, a operação poderá somar aproximadamente R$ 1,225 bilhão, levando em conta o ponto médio da faixa, R$ 17,50 e a venda de integral do lote base.


Segundo o prospecto preliminar enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a oferta será primária (com 70.000.000 ações), ou seja, quando os recursos levantados vão para o caixa da companhia.


Ainda existe a possibilidade de a oferta ser acrescida de um lote adicional de até 20% do total de ações inicialmente ofertado, em até 14.000.000 papéis, e um lote suplementar de até 15% do total, em até 10.500.000 ativos.


Considerando a venda de todos os papéis dos lotes principal, adicional e suplementar pelo teto da faixa indicativa de preço (R$ 19,50), a operação poderia somar R$1,843 bilhão.


O início do período de reserva será no dia 19 de abril e será encerrado no dia 30 do mesmo mês.


A precificação está prevista para acontecer no dia 03 de maio.


A estreia das ações no Novo Mercado da B3 deve acontecer dia 05 de maio, negociadas sob o ticker RECV3.


A operação é coordenada por Itaú BBA (líder), Morgan Stanley, Safra e Goldman Sachs.


Os recursos provenientes da ação serão utilizados para:

  • Pagamento das aquisições de ativos da Petrobras (55%)

  • Potencial aquisição de ativos da Petrobras (35%)

  • Aumento da posição de Caixa (10%)


Sobre a PetroRecôncavo


A PetroRecôncavo é uma das principais operadoras brasileiras independentes com foco em exploração e produção de petróleo e gás em terra.


A empresa, fundada em 1999, conta com campos por todo o país, produzindo gás natural, óleo de cobre e outros derivados da commodity.


Em 2000, a companhia iniciou produção em contrato com a Petrobras, estreando somente em 2010 sua campanha de perfuração com sonda e equipes próprias.