• Valemobi

Lojas Americanas reverte lucro e registra prejuízo no segundo trimestre

A Lojas Americanas apresentou um prejuízo líquido atribuído aos controladores de R$ 7,1 milhões no segundo trimestre deste ano, revertendo o lucro de R$ 112,7 milhões registrado no mesmo período de 2019.


Enquanto isso, a receita líquida da companhia foi de R$ 4,67 bilhões entre abril e junho de 2020, crescimento de 5,9% no comparativo anual. De acordo com a empresa, a queda nas vendas nas lojas físicas, impactadas pela pandemia do novo coronavírus, foram compensadas pelo aumento nas vendas nas plataformas digitais.


Segundo a Americanas, 44% da área de vendas de lojas físicas ficou fechada ao longo do segundo trimestre por conta de medidas de isolamento social impostas por cada município. No entanto, a varejista destacou o melhor desempenho das lojas de rua e as iniciativas O2O (on-line to off-line).


O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) foi de R$ 438 milhões, queda de 30,8% em relação ao segundo trimestre de 2019. Já o Ebitda ajustado caiu 20,9% no período, para R$ 571,3 milhões.


Veja mais detalhes!


Pelo TradeMap Premium é possível analisar os dados financeiros e de mercado de qualquer companhia listada na bolsa de valores (incluindo ativos americanos).


Clique aqui e conheça nossos planos!

Posts recentes

Ver tudo

Prazo para declarar IR pode ser adiado mais uma vez

A Câmara dos Deputados aprovou na última terça-feira, 13, a prorrogação do prazo para declarar o Imposto de Renda até o dia 31 de julho. Agora o texto do projeto de lei (PL 639/2021) segue para a sanç

Deixe sua pergunta aqui!

Av General Furtado Nascimento, 740, cj 60
Alto de Pinheiros

São Paulo - SP - CEP 05465-070

 

contato@valemobi.com.br

Tel: +55 (11) 3024-8080

logo-branco.png

©2010-2020 - Valemobi Consultoria Empresarial S/A.

Todos os Direitos reservados.

  • Branco Facebook Ícone
  • Branca Ícone LinkedIn

Gestão financeira inteligente - Soluções para o Mercado Financeiro - Software para gestão de investimentos