• Valemobi

PIB dos EUA encerra 2020 com retração de 3,50%

O Produto Interno Bruto (PIB) dos Estados Unidos caiu 3,5% no acumulado de 2020, segundo dados divulgados na última quinta-feira, 28, pelo escritório oficial de estatísticas (BEA) do Departamento do Comércio do país. Com isso, a economia norte-americana registrou a maior retração desde 1946, após o final de Segunda Guerra Mundial.


A leitura de 2020 ficou abaixo do esperado pelo Fundo Monetário Internacional (FMI), que projetava um tombo de 4,3% no PIB dos EUA. Por outro lado, o Federal Reserve (Fed, o banco central americano) tinha uma expectativa mais otimista, com queda de 2,5%.


Em dólares decorrentes, a queda foi de US$ 500,6 bilhões, para um patamar de US$ 20,93 trilhões.


Essa queda no PIB ao longo do ano passado foi refletida pela crise financeira mundial gerada pela pandemia de Covid-19, uma vez que houve recuos em gastos de consumidores, exportações, investimentos e gastos de governos locais.


De acordo com a BEA, a contração nos gastos de consumidores veio principalmente de serviços, como alimentação, acomodação, serviços de saúde e de recreação.


Em relação ao quarto trimestre de 2020, a economia dos EUA reportou um crescimento de 4%, em termos anualizados, na comparação com os três meses imediatamente anteriores – quando o PIB do país teve alta recorde de 33,4%.