• Valemobi

Qualicorp apresenta lucro de R$ 67,6 mi no 4º trimestre

A Qualicorp (QUAL3) apresentou crescimento de 12,4% no lucro líquido do quarto trimestre de 2020, a R$ 67,6 milhões, ajudado pela redução de despesas não-recorrentes e melhora no resultado financeiro.


No ano de 2020, seu lucro líquido foi de R$ 392,1 milhões, 5,3% maior do que no ano anterior, devido à queda em D&A e à redução na alíquota efetiva de impostos.


Sua receita líquida apresentou queda de 0,8% no comparativo com o quarto trimestre de 2019, totalizando R$ 515,1 milhões.


No ano, a receita somou R$ 2,02 bilhões, 1,2% acima do resultado de 2019.


A pandemia do Covid-19 prejudicou a operação da companhia, com a suspensão de reajuste de preços de planos de saúde, conforme orientações da ANS.


Esta suspensão reduziu a diferença de preços entre os novos planos coletivos de Adesão (que foram reajustados) e os planos individuais (que não sofreram reajuste), o que afetou negativamente as vendas de planos de importantes operadoras.


O churn do período apresentou uma queda de 29,9% em comparação a 2019.


Vale destacar que o reajuste que seria aplicado no trimestre anterior não aconteceu, minimizando, assim, os efeitos negativos nos cancelamentos do trimestre em análise.


Desta forma, é esperada uma sazonalidade atípica em 2021, pois a recomposição dos reajustes foi feita a partir de janeiro, gerando um aumento em pedidos de cancelamentos no primeiro trimestre do ano.


No segmento Médico-hospitalar houve elevação durante o trimestre, por conta da entrada de duas carteiras adquiridas, sendo elas a Plural Gestão de Saúde e da Health Administradora de Benefícios, totalizando 103,6 mil novas vidas.


Com isso, ocorreu o incremento líquido de 99,3 mil vidas no último trimestre e de 91,7 mil vidas no ano de 2020.


Assim, a empresa terminou o ano com 1,191 mil vidas no portfólio, crescimento de 8,3% ante 2019.


No restante da carteira de Adesão, que inclui planos massificados (como odontológicos, por exemplo) e outros planos em que a Qualicorp não atua como estipulante, houve redução líquida de 33 mil vidas durante o período em análise.


Tal decréscimo se deve principalmente ao encerramento de contrato de não-estipulação com uma entidade de classe (-26 mil vidas).


O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) ajustado atingiu R$ 190,3 milhões no trimestre, com queda de 16,8% sobre o ano passado, sendo fortemente afetado por maiores PDD extraordinária.


A margem Ebitda caiu de 44,0% no ano passado para 36,9% neste trimestre.


Em 2020, o Ebitda ajustado somou R$ 938,9 milhões, queda de 2,6% frente a 2019.


A dívida líquida da companhia em relação ao Ebitda passou para 0,78 vez neste trimestre. Ao final de 2019, essa relação estava em 0,93 vez.


Enquanto a sua geração de caixa operacional foi de R$ 85,6 milhões, 56% menor no comparativo anual e 60% inferior em relação ao terceiro trimestre, em função do menor Ebitda ajustado.

Posts recentes

Ver tudo