• Valemobi

Wilson Sons registra queda de 10,3% na receita líquida

A Wilson Sons (WSON33) reportou resultados acima das expectativas para o quarto trimestre de 2020, de acordo com relatório divulgado pelo BTG Pactual (BPAC11) na última sexta-feira, 12. O banco enfatizou indicadores como Ebitda e margem Ebitda.


O lucro após impostos foi de US$ 12,2 milhões, aumento de 110,1% ante mesmo período de 2019, quando finalizou com US$ 5,8 milhões. Em reais, a alta foi de 37,9%, a R$ 66,6 milhões.

A receita líquida da companhia chegou a US$ 90,5 milhões, recuo de 10,3% no período em análise.


Esta queda é resultado principalmente do impacto negativo da desvalorização de 31% do real frente ao dólar sobre as receitas de terminais de contêiner e das receitas menores nas bases de apoio offshore diante do cenário desafiador no setor de óleo e gás.


Apesar da redução de receitas, o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) teve alta de 23,7%, para US$ 30,7 milhões, ante os US$ 24,8 do ano anterior.


O Ebidta pro-forma subiu 10,7%, para US$ 38,4 milhões, devido aos ganhos de eficiência na estrutura de custos.


Já a margem Ebitda teve um crescimento de 9,4 pontos percentuais (p.p), saindo dos 24,6% de 2019 para os atuais 34%.


A margem Ebitda pro-forma aumentou 7 p.p, fechando em 36,2%.