• Facebook - Grey Circle
  • LinkedIn - Grey Circle

©2010-2017 - Valemobi Consultoria Empresarial S/A.

Todos os Direitos reservados.

contato@valemobi.com.br
+5511 3024-8080

January 16, 2018

April 26, 2017

April 10, 2017

March 27, 2017

December 22, 2016

November 18, 2016

Please reload

Posts Recentes

Exportação de carne bovina para China retoma em Junho; mercado internacional

21.05.2015

Após acordo entre Brasil e China, frigoríficos podem retomar exportação para o país asiático, os embarques devem retomar em Junho, pelos abatedouros JBS, Marfrig e Minerva, segundo Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carnes (Abiec).

 

A JBS (JBSS3) é a empresa que possui mais unidades habitadas, com cinco unidades, em seguida a Marfrig (MRFG3) com duas, e Minerva (BEEF3) com uma, essas são as mesmas unidades que já exportavam em 2012, quando a China embargou as exportações.

 

Segundo Fernando Sampaio, diretor-executivo da Abiec, os embarques devem acontecer em breve, logo após o Ministério da Agricultura do Brasil emitir o texto de certificado sanitário que acompanha a carga.

 

Segundo cálculos da Reuters, caso a retomada das exportações siga o ritmo de 2012, o Brasil deverá faturar cerca de U$ 35 milhões com vendas para a China, apenas no segundo semestre. Para Sampaio, apesar do volume ser pequeno comparado a outros mercados, ele lembra que quando existiu o embargo em 2012, as exportações estavam em franco crescimento.

 

No mercado internacional, as bolsas operam entre perdas e ganhos com expectativas de estímulo na China e dados fracos na Europa.

 

Na Ásia, os ganhos da bolsa de valores ficaram limitados devido os fracos números sobre a atividade industrial da China, a Xangai pelo contrário, opera em alta, depois que o PMI preliminar do HSBC divulgou os números.

 

Apesar de ontem o índice japonês Nikkei ter batido a máxima em 15 anos, encerrou o dia em queda, após divulgação dos resultado de empresas japonesas.

 

Na Europa, o dia segue em leves quedas nas principais bolsas do continente, ainda com o reflexo dos dados fracos da zona do euro.

Share on Facebook
Please reload

Please reload

Arquivo