• Facebook - Grey Circle
  • LinkedIn - Grey Circle

©2010-2017 - Valemobi Consultoria Empresarial S/A.

Todos os Direitos reservados.

contato@valemobi.com.br
+5511 3024-8080

January 16, 2018

April 26, 2017

April 10, 2017

March 27, 2017

December 22, 2016

November 18, 2016

Please reload

Posts Recentes

Ibovespa afunda -1,43%; Bradesco caiu após compra do HSBC

03.08.2015

O Ibovespa fechou o dia de pregão com queda de -1,43% e 50.138 pontos. A bolsa teve vários drivers, tanto internacionais quanto domésticos. No Brasil, o destaque foi a venda do HSBC do Brasil ao Banco Bradesco, no valor de US$ 5,2 bilhões. No exterior, destaque para a bolsa da Grécia, que despencou 16% após abrir depois de permanecer um mês fechada. Além disso, a China teve dados ruins, o PMI (Índice Gerente de Compras) caiu para o menor nível em dois anos.

 

A lista de maiores quedas foi liderada pela Oi (OIBR4) que despencou -9,09%. Seguida da Braskem (BRKM5) com queda de -7,82%, a Educacional Estácio (ESTC3) que vem acumulando grande perda desde o anúncio do governo no Orçamento de 2015. A Hering também rankeu nas maiores baixas, com queda de -5,41%. Destaque hoje ficou com a Petrobras, caiu -5,18% nas ordinárias (PETR3) e -4,57% nas preferenciais (PETR4).

 

O Bradesco, que teve a compra do HSBC confirma pelo próprio banco britânico, teve reflexo negativo na bolsa hoje logo na abertura do pregão. O papel da preferencial (BBDC4) caiu -3,12% e baixa mais amena na ordinária (BBDC3) de -0,94%.

 

O volume total negociado no Ibovespa foi de R$ 4,33 bilhões. As empresas que mais negociaram em relação ao seu próprio volume, conforme nosso indicador, “Δ Volume IBOV", foram Estácio (ESTC3) com 261%, Bradesco com 228%, Marfrig (MRFG3) com 197%, Souza Cruz (CRUZ3) com 180% e Petrobras nas ordinárias com 155%.

Share on Facebook
Please reload

Please reload

Arquivo