• Facebook - Grey Circle
  • LinkedIn - Grey Circle

©2010-2017 - Valemobi Consultoria Empresarial S/A.

Todos os Direitos reservados.

contato@valemobi.com.br
+5511 3024-8080

January 16, 2018

April 26, 2017

April 10, 2017

March 27, 2017

December 22, 2016

November 18, 2016

Please reload

Posts Recentes

Por enquanto só há burburinhos, diz Temer sobre volta de CPMF

27.08.2015

Nessa manhã os canais de comunicação foram tomados por uma notícia: a volta do CPMF (Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira) – os impostos sobre movimentações financeiras. Segundo jornais, a volta do tributo popularmente conhecido como o “imposto do cheque”, estaria sendo estudada e defendida pelo governo Dilma, para fechar as contas de 2016.

 

Segundo matéria do Valor, para fechar a conta, o governo teria que cobrir um rombo de R$ 80 bilhões nas contas da União, é como se o governo já começasse o ano com déficit primário de 1,3% do PIB. Segundos relatos, na proposta orçamentária o governo incluiria a recriação da CPMF.

 

O governo tem até o dia 31 para apresentar uma proposta que mostre ser factível chegar a um superávit primário de 0,7% no Orçamento de 2016.

 

Vários líderes se posicionaram sobre a possível volta do tributo, dentre eles o presidente da Câmara e mais novo opositor do governo, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), se colocando contrário à essa possibilidade. “Acho pouco provável resolver o problema de caixa achando que tem que criar mais impostos. A solução é retomar a confiança para a retomada da economia. Pessoalmente, sou contrário à recriação da CPMF nesse momento, e acho pouco provável que tenha apoio na Casa”, concluiu Cunha.

 

Renan Calheiros (PDB-AL) também se posicionou contrário, concluindo que a volta da CPMF seria “um tiro no pé” por parte do governo, ele acredita que tal mudança poderá até agravar a crise no país.

 

O Vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB), se pronunciou hoje por volta das 13h (Brasília), que tudo não passa de “burburinhos”. “A primeira ideia é sempre de que não se deve aumentar tributo. Mas, por outro lado, há muitas vezes a necessidade de apoiar medidas de contenção. Não estou dizendo que nós vamos fazer isso. Por enquanto, é só burburinho e não está sendo examinado pelo governo", completou.

Share on Facebook
Please reload

Please reload

Arquivo