• Valemobi

Banco Modal pode movimentar R$ 1,5 bi em IPO

O Banco Modal definiu na quarta-feira, 07, a faixa indicativa de preço na sua oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês), entre R$ 24,30 e R$ 32,82 por Unit.


Assim, a operação pode movimentar cerca de R$ 1,5 bilhão, levando em conta o ponto médio da faixa, R$28,56, e a venda de integral do lote base, de 51.050.000 Units.


De acordo com o documento enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a oferta será primária (com 117.400.000 ações preferenciais), ou seja, quando os recursos levantados vão para o caixa da companhia, e secundária (com 35.750.000 ações ordinárias), quando os atuais acionistas vendem parte de suas fatias.


Ainda existe a possibilidade de a oferta ser acrescida de um lote adicional de até 20% do total de Units inicialmente ofertado, em até 10.200.000 Units, e um lote suplementar de até 15% do total, em até 7.650.000 Units.


Cada unit representa uma ação ON e duas PN.


Estima-se que o preço por Unit será entre R$24,30 e R$32,82, mas poderá ser fixado acima ou abaixo desta faixa indicativa.


As Ações Ordinárias irão conferir direitos aos seus titulares, dentre eles:

  • Dividendo mínimo de 25% do lucro líquido ajustado;

  • Voto nas assembleias gerais do Banco;

  • Recebimento de dividendos e demais distribuições pertinentes às ações ordinárias que vierem a ser declarados pelo Banco;

  • Serem incluídos em oferta pública de aquisição de ações em decorrência de alienação de controle do Banco;

  • Todos os demais direitos assegurados às ações ordinárias de emissão do Banco

O início do período de reserva será no dia 14 de abril e encerrará no dia 26 do mesmo mês.


A precificação está prevista para acontecer no dia 28 de abril.


A estreia das units na Bolsa deve acontecer dia 30 de abril, negociadas sob o ticker MODL11.


A operação é coordenada por Bank of America Merrill Lynch, Itaú BBA, Credit Suisse, B3 e Comissão de Valores Mobiliários.


A empresa utilizará os recursos provenientes da ação para:

  • Investir em marketing (12,5%);

  • Investir em tecnologia (35,0%);

  • Expandir os negócios por meio de aquisições estratégicas (25,0%);

  • Expandir a carteira de crédito (27,5%).

Sobre o Banco Modal


O Banco Modal foi fundado em 1995 por Diniz Ferreira Baptista, José Antonio Mourão e Ramiro Lopes de Oliveira. Os dois últimos saíram da sociedade em 2013.


Desde então, Baptista tornou-se o único controlador e é hoje presidente do conselho de administração.


Atualmente, o banco é dirigido pelos co-CEOs Cristiano Maron Ayres e Eduardo Centola.


O banco possui 1,173 milhão de clientes e R$ 17,812 bilhões em ativos sob custódia.


No ano passado, o resultado de intermediação financeira e serviços fechou com alta de 37,7% comparado ao ano anterior, a R$ 340,8 milhões.


Seu lucro anual foi de R$ 27,078 milhões, um recuo de 43,0% ano a ano.


Além disso, criou-se a Modalmais em 2015, uma plataforma com a unidade de banco de investimento.


Em fevereiro, o banco divulgou a aquisição de 100% da Eleven Serviços de Consultoria e Análise.