• Valemobi

BTG Pactual prepara oferta de units que pode movimentar R$ 2,03 bi

O BTG Pactual anunciou na manhã desta quinta-feira, 14, que realizará uma oferta pública primária (follow on, em inglês) com esforços restritos de 22,2 milhões de units.


De acordo com o documento enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a oferta será destinada aos acionistas da companhia, de forma a assegurar o direito de prioridade. Depois, a operação será aberta aos investidores qualificados.


As units do BTG Pactual serão compostas por uma ação ordinária (ON) e duas preferenciais (PNs). Ou seja, a oferta terá distribuição inicial de 22,2 milhões de units, sendo 22,2 milhões de ativos ordinários e 44,4 milhões de papéis preferenciais.


Em nota, o banco informa que, com os recursos líquidos provenientes do follow on, pretende acelerar iniciativas estratégicas e o crescimento da área de negócios de varejo digital, além de manter fortes indicadores de capital e liquidez.


A precificação da oferta ocorrerá no dia 21 de janeiro, após o encerramento do procedimento de bookbuilding. Enquanto isso, o início das negociações das units na B3 está marcado para dia 26 deste mês.


Se considerarmos a cotação de fechamento das units no último pregão, de R$ 91,26, o follow on pode movimentar R$ 2,03 bilhões no caixa do BTG.


A oferta será coordenada pelo próprio BTG Pactual, como coordenador líder, em conjunto com Bradesco BBI, Itaú BBA, Morgan Stanley e Santander Brasil.


O que é bookbuilding?


De um modo resumido, o bookbuilding é o processo em que o coordenador da oferta estuda e avalia, em conjunto com os investidores, como seria a demanda de seus ativos no mercado.


Dessa forma, a empresa que pretende abrir capital ou fazer novas ofertas deve saber qual a intenção de compra dos acionistas e chegar a um preço razoável para o IPO ou novas ofertas (follow on). Leia mais.