• Valemobi

Compras online favorecem resultado da B2W

A forte elevação das compras online em detrimento às de lojas físicas, por conta do isolamento social, impulsionaram o resultado da B2W no quarto trimestre e no ano de 2020.


As vendas totais (GMV) somaram R$ 9,18 bilhões no 4º trimestre e 2020, crescimento de 38,2% contra o mesmo período de 2019, impulsionando a receita líquida em 50%.


Esse avanço reflete a alta de sua base de clientes, que cresceu 5,4 milhões, totalizando uma base de clientes ativos de 21,4 milhões. Além disso, as iniciativas para ampliar a prateleira de produtos e a sua recente aquisição do Supermercado Now também influenciaram para o resultado positivo.


O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) ajustado somou R$ 385,7 milhões no trimestre em análise, elevação de 51,7%. A margem Ebitda ajustada saiu de 11,5% no 4T19 para 11,6% no 4T20, uma expansão de 0,1 p.p.


Com essa melhora operacional, a B2W reverteu o prejuízo líquido dos últimos três meses de 2019, de R$ 22,3 milhões, para lucro líquido de R$ 15,6 milhões no quarto trimestre do ano passado.


A empresa informou que continua mantendo a boa performance em suas vendas, mostrando aceleração de 83% nas vendas em janeiro e de 90% em fevereiro deste ano, com impulso da forte performance do marketplace.


Vale lembrar que a companhia, juntamente com a sua controlada, a Lojas Americanas, anunciou um plano para possível combinação operacional de seus negócios.


A Lojas Americanas também divulgou seus números reportando lucro líquido de R$ 400,4 milhões ante os R$ 398 milhões do 4T19, alta de 0,6%. No ano, a empresa teve em seu resultado final, reportando R$ 394,0 milhões em 2020 contra os R$ 505,5 milhões em 2019, queda de 22,1%.