• Valemobi

CVM recusa nova estrutura de IPO da Viveo

O processo de abertura de capital da Viveo na Bolsa de Valores de São Paulo está dando o que falar. Após ter comunicado a suspensão de sua oferta pública inicial de ações por condições de mercado, a companhia tentou outro caminho para emplacar seu IPO, mas foi barrada pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM).


Ontem, o portal Pipeline informou que a companhia conversou com um grupo de gestores locais que havia mostrado interesse na empresa. Dessa forma, eles sugeriram à Viveo que continuasse com o IPO, mas com outras condições.


A operação seria relançada na próxima segunda-feira, mas dessa vez destinada exclusivamente para investidores profissionais (Instrução CVM 476), que prevê esforços restritos de distribuição.

Um dos pontos alterados seria o valor captado na oferta. Em vez dos R$ 2 bilhões inicialmente pretendidos, a operação seria reduzida para R$ 1,2 bilhão.


De acordo com informações do portal, a gestora Dynamo deveria ancorar a oferta e ficaria com uma opção de compra das ações, de até R$ 800 milhões. Contudo, o regulador vetou essa estrutura.

Posts recentes

Ver tudo