Fale com nossos especialistas

Av General Furtado Nascimento, 740, cj 60
Alto de Pinheiros
São Paulo  - SP - CEP 05465-070

 

contato@valemobi.com.br

Tel: +55 (11) 3024-8080

logo-branco.png

©2010-2020 - Valemobi Consultoria Empresarial S/A.

Todos os Direitos reservados.

  • Branco Facebook Ícone
  • Branca Ícone LinkedIn

Gestão financeira inteligente - Soluções para o Mercado Financeiro - Software para gestão de investimentos

  • Valemobi

Fundo Soberano vende ações do Banco do Brasil como medida de ajuste fiscal


Como aumento no reforço para garantir o cumprimento da meta fiscal, o governo iniciou no mês passado, a venda das ações do Banco do Brasil pelo Fundo Soberano do Brasil (FSB), que detinha, em junho, cerca de 3,86% do capital total da companhia.

Esse fundo é uma espécie de poupança que o governo reserva para usar em momentos em que existe necessidade de receitas.

Apesar da venda do primeiro lote, no valor de R$ 1 milhão, ter iniciado em junho, o mercado só percebeu isso há poucos dias, o Ministério da Fazenda só confirmou a operação no dia 16 desse mês, quando os papéis da companhia na Bovespa despencaram mais de 3%.

As demais operações ocorreram nos primeiros 15 dias de julho, em que foram vendidas mais R$ 5,6 milhões de ações da instituição financeira.

Na venda do primeiro lote o FSB conseguiu levantar R$ 23,860 milhões pelas ações, numa média de 5,13 vezes o lucro previsto para os próximos 12 meses. A média desse grupo é de 11,4 vezes, segundo dados da Bloomberg.

O Fundo Soberano do Brasil começou a vender ações do BB (BBAS3) como parte da estratégia de se preparar para usar os recursos no ajuste fiscal. Para analista do Grupo Bursatil, a venda é muito negativa para as ações, “se o maior acionista está vendendo, é melhor cair fora antes”, completa.

#FundoSoberanodoBrasil #BancodoBrasil #BBAS3 #AjusteFiscal