• Valemobi

Ibovespa acumula perdas de 0,90% na semana; Fachin mantém decisão sobre anulações de Lula

Nesta sexta-feira, 12, 40 das 82 ações do Ibovespa, principal indicador da Bolsa de Valores de São Paulo (B3), caíram. No total, R$ 21 bilhões foram movimentados, recuo de 25% nos R$ 28 bilhões médios diários em 2021.


Enquanto isso, Edson Fachin, ministro do STF, decidiu encaminhar ao Plenário da Corte o recurso apresentado pela Procuradoria-Geral da República (PGR) contra a anulação das condenações do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva sobre a Lava Jato.


Com isso, o benchmark da B3 sofreu uma queda de 3,98%. Tal incerteza política assustou alguns investidores, tendo, em grande parte, influenciado as perdas do Ibovespa.

Fachin decidiu anular as condenações na segunda-feira. Desse modo, Lula recuperou os direitos políticos e voltou a ser elegível.


De agora em diante, os processos serão analisados pela Justiça Federal do Distrito Federal, que dirá se os atos realizados nos quatro processos podem ou não ser validados e reaproveitados.


Assim, mesmo tendo fechado com alta de 1,96% na véspera, hoje o Ibovespa teve queda de 0,72%. Desse modo, na segunda-feira, 15, a bolsa abrirá a partir dos 114.160 pontos com os quais fechou a semana.


Leia mais: Bolsa voltará a fechar às 17h a partir da próxima-segunda


A B3 encerrou a semana com volume financeiro negociado de R$ 28,55 bilhões, além de ter acumulado perdas de 0,9%.


Já no mês de março, a bolsa registra alta de 3,75%. No ano, a queda é de 4,08%.


Posts recentes

Ver tudo