• Valemobi

IGP-M sobe 2,68% na primeira prévia de maio, informa FGV

O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) registrou aumento de 2,68% na primeira prévia de maio, após ter crescido 0,5% na primeira prévia de abril, informou a Fundação Getúlio Vargas (FGV) nesta terça-feira, 11, para o Estadão.


De acordo com informações do jornal, a taxa acumulada de 12 meses saiu dos 32,02% e chegou a 35,18%. No ano, acumulou taxa positiva de 12,84%.


O IGP-M é utilizado para reajustes nos contratos de aluguel. O período para a coleta de dados para o cálculo do índice foi de 21 a 30 de abril.


Além disso, a entidade também informou os resultados dos três indicadores que compõem a primeira prévia do IGP-M deste mês.


O Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), que possui peso de 60% no índice geral e representa os preços para o atacado, subiu 3,51% em maio, ante um avanço de 0,36% na primeira prévia de abril.


Na análise, as maiores acelerações foram nas elevações dos produtos industriais, que saíram de 0,17% para 3,71%, dos bens finais, que tiveram alta de 1,34%, e dos bens intermediários, que tiveram crescimento de 2,59%.


Enquanto isso, o Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que possui peso de 30% no indicador geral e representa a inflação no varejo, aumentou 0,16% na primeira prévia de maio, depois da alta de 0,80% na primeira prévia do mês anterior.


Segundo a FGV, a redução no preço da gasolina desacelerou a inflação ao consumidor na primeira prévia deste mês, que passou de +3,15% na prévia de abril para uma queda de 0,39% em maio.


Já no Índice Nacional de Custo da Construção (INCC), com peso 10% na composição do IGP-M, avançou 0,97% na primeira prévia de maio, contra elevação de 1,04% da primeira prévia de abril.


O índice relativo a Materiais, Equipamentos e Serviços reduziu sua elevação, saindo de 2,05% na primeira prévia de abril para 1,90% na primeira prévia deste mês.