• Valemobi

Movimento do Comércio cai 16,4% em março, informa Boa Vista

O Indicador de Movimento do Comércio, que acompanha o desempenho das vendas no varejo em todo o Brasil, apresentou uma queda de 16,4% em março na comparação mensal dessazonalizada, segundo dados divulgados nesta terça-feira, 20, pela empresa de informações para concessão de crédito Boa Vista.


Já na avaliação acumulada em 12 meses, o indicador apresenta contração de 7,7%, enquanto na comparação com março do ano passado houve um recuo de 22,9%.


De acordo com o relatório, o resultado do mês passado veio em linha com as expectativas de enfraquecimento das vendas do setor varejista no período em análise, que foi influenciado, principalmente, pelo aumento das restrições para combater a pandemia de Covid-19.


No primeiro trimestre de 2021, o indicador reportou uma queda de 12,5%, o que não surpreende, segundo os economistas consultados pela Boa Vista, uma vez que, mesmo com o início do processo de imunização da população, o cenário econômico ainda não melhorou.


“Além das restrições mais severas, outros fatores corroboraram com os resultados mais recentes, tais como o mercado de trabalho ainda enfraquecido, a confiança em queda e as pressões inflacionárias”, frisa o relatório.


Fora isso, outro ponto importante que contribuiu com o resultado negativo foi que os consumidores não puderam contar com o auxílio emergencial nos três primeiros meses deste ano.


Metodologia


O Indicador Movimento do Comércio é elaborado a partir da quantidade de consultas à base de dados da Boa Vista, por empresas do setor varejista. As séries têm como ano base a média de 2011 = 100, e passam por ajuste sazonal para avaliação da variação mensal. A partir de janeiro de 2014, houve atualização dos fatores sazonais e reelaboração das séries dessazonalizadas, utilizando o filtro sazonal X-12 ARIMA, disponibilizado pelo US Census Bureau.


Clique aqui para acessar a série histórica do indicador.