• Valemobi

O “não” vence e Grécia aguarda por novo cenário


A população grega escolheu de forma inequívoca o “não” no plebiscito que aceitaria ou não as propostas de seus credores para resgate do país. Em resultado surpreendente e diferente do que apareciam nas pesquisas (uma sociedade dividida), o país agora aguarda a definição de seus credores que deve acontecer nos próximos dias.

Após esse resultado, o mercado espera por três possíveis cenários:

Uma nova tentativa de acordo entre o país e seus credores: vários encontros marcados entre os países europeus devem “analisar a situação” e o futuro das negociações, dentre eles a chanceler alemã, Angela Merkel, e do presidente francês, François Hollande.

Ainda na semana passada, assim que marcou o referendo, o primeiro-ministro Aléxis Tsipras enviou nova proposta, onde aceitava algumas exigências de seus credores (FMI e UE), porém, com algumas modificações, esse acordo ainda pode ser analisado pelos credores.

Saída do país da zona do euro sem acordo: para os credores, a rejeição às condições das propostas, iria prejudicar as chances de um acordo, deixando o país prestes a sair da zona do euro. Para o presidente do Eurogrupo, que também se reunirá na terça-feira, julgou o resultado do referendo como “muito lamentável para a Grécia”.

Colapso dos bancos: com o acordo, os bancos gregos devem reabrir amanhã, terça-feira. O Banco Central Europeu será decisivo nas próximas horas, pois deverá escolher, também em reunião nessa segunda-feira, se aumentará os fundos emergenciais aos bancos gregos.

#Grécia #CrisenaGrécia #Referendo

Posts recentes

Ver tudo

Deixe sua pergunta

ao lado!

Av General Furtado Nascimento, 740, cj 60
Alto de Pinheiros
São Paulo  - SP - CEP 05465-070

 

contato@valemobi.com.br

Tel: +55 (11) 3024-8080

logo-branco.png

©2010-2020 - Valemobi Consultoria Empresarial S/A.

Todos os Direitos reservados.

  • Branco Facebook Ícone
  • Branca Ícone LinkedIn

Gestão financeira inteligente - Soluções para o Mercado Financeiro - Software para gestão de investimentos