• Valemobi

Setor varejista deixará de faturar R$ 15,8 bilhões com feriados, aponta FecomercioSP

O setor de varejo no Brasil deixará de faturar cerca de R$ 15,8 bilhões com os 12 feriados nacionais ao longo de 2021, revela um levantamento feito pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP).


De acordo com a instituição, o valor representa 0,8% do total que o setor vende no período de um ano.


Além disso, a FecomercioSP também informou que, em parte devido à pandemia de Covid-19, há a expectativa de mais perdas financeiras para este ano.


Antes do novo coronavírus chegar no Brasil e causar toda crise financeira mundo afora, a previsão era de crescimento de 7,1% em relação a 2020. Contudo, as medidas de isolamento social para prevenção da disseminação do vírus, acabam reduzindo a performance do comércio.


Segundo a entidade, os supermercados serão os mais impactados pelos feriados e registrarão um faturamento com queda em torno de R$ 8 bilhões em relação à projeção do ano passado.


Já considerando as variações, a maior perda ficará com o setor de móveis e decorações, responsável por 20,9% a menos de faturamento previsto em 2020.


Para o Estado de São Paulo, que conta com um feriado local a mais no dia 9 de julho, marcado pela Revolução Constitucionalista de 1932, o prejuízo está previsto no patamar de R$ 6,4 bilhões, cifra 5,2% superior frente à projeção do ano anterior.