• Valemobi

Vamos Locação precifica ações a R$ 26 cada em oferta restrita

A Vamos Locação precificou seus papéis a R$ 26 cada na oferta restrita de ações, movimentando R$ 889,5 milhões mediante a emissão de 34.215.328 ativos ordinários. O valor ficou dentro da faixa indicativa, que variava entre R$ 21,92 e R$ 28,50.


Em razão do dinheiro levantado na operação, o novo capital social da companhia passará a ser de R$ 632.817.035,79, dividido em 227.850.990 ações ordinárias, todas nominativas, escriturais e sem valor nominal.


De acordo com a Vamos, dos recursos captados na oferta restrita, R$ 150 milhões foram destinados ao capital social e R$ 739 milhões foram utilizados à formação de reserva de capital.


As ações passarão a ser negociadas na Bolsa de Valores de São Paulo, a B3, a partir de amanhã, 29, sendo que a liquidação física e financeira ocorrerá em 1º de fevereiro.


Além da tranche primária, quando os recursos levantados vão direto para o caixa da companhia, a oferta também contou com uma distribuição secundária de 11.405.109 ações de titularidade da Simpar.


Em nota, a Vamos disse que a quantidade de ações inicialmente ofertada não foi acrescida, a critério do acionista vendedor.


A oferta foi coordenada por BTG Pactual, XP Investimentos, Itaú BBA e Bradesco BBI.


Oferta restrita


Após desistir de entrar no mercado de capitais via Instrução CVM 400, conhecida como oferta pública inicial de ações, a Vamos decidiu realizar seu IPO por meio de uma oferta restrita (Instrução CVM 476).


Vale destacar que, em uma oferta restrita, a procura de investidores institucionais está limitada a, no máximo, 75 – sendo que a subscrição em si é limitada a, no máximo, 50 investidores.

Posts recentes

Ver tudo