• Valemobi

Varejo e indústria se recuperam em março nos Estados Unidos

O retorno da economia dos EUA disparou em diferentes aspectos no último mês, com empregos, gastos no varejo e manufatura com fortes ganhos.


A confiança do consumidor americano está em seus níveis mais altos desde o início da pandemia de Covid-19, à medida que os sinais de impulso na recuperação econômica aumentam. Mais americanos também estão recebendo a vacina contra o coronavírus.


Uma média de 2,9 milhões de doses de vacina foram administradas diariamente no país nos sete dias encerrados em 9 de abril, em comparação com cerca de dois milhões no início de março, de acordo com dados dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças.


Além disso, muitas famílias receberam cheques de US$ 1.400 que fazem parte do pacote de estímulos fiscais de US$ 1,9 trilhão do presidente Joe Biden. Os desempregados também foram beneficiados com uma auxílio de 300 dólares até setembro.


Com isso, a roda econômica está girando na terra do Tio Sam e os resultados começam a aparecer gradativamente.


Varejo


As vendas no varejo - compras em lojas, restaurantes e online - aumentaram 9,8% em março, informou o Departamento de Comércio americano nesta quinta-feira, 15. Trata-se do maior ganho mensal desde maio de 2020.


Todas as 13 categorias da pesquisa registraram ganhos no mês passado. Inclusive, os valores de venda de cada categoria, com exceção dos restaurantes, estão acima dos níveis pré-pandemia, de fevereiro do ano passado.


A receita em restaurantes aumentou 13,4% em março, enquanto as vendas em varejistas de vestuário aumentaram 18,3% - ambos os maiores avanços desde junho do ano passado.


Também houve ganhos nas vendas de concessionárias de automóveis (15,1%), em meio a forte demanda do consumidor por veículos, e nos postos de gasolina (10,9%), com os preços na bomba subindo no mês passado, de US$ 2,72 para US$ 2,88.


Indústria


A produção nas fábricas dos Estados Unidos teve o maior aumento em março dos últimos oito meses. A subida de 2,7% na produção do mês foi após uma queda de 3,7% revisada para baixo em fevereiro, mostraram dados do Federal Reserve de hoje,15.


A utilização da capacidade produtiva subiu para 73,8%, enquanto a capacidade industrial total aumentou para 74,4%.


A produção de mineração cresceu 5,7%, com extração de óleo e gás responsável pela maior parte do ganho. Já a produção de serviços públicos caiu 11,4% em março, com um fevereiro excepcionalmente frio, disse o Fed.


A atividade industrial deve permanecer firme nos próximos meses, com um cenário de melhora da confiança dos empresários, trilhões de dólares em ajuda governamental e uma economia de reabertura ainda mais ampla.


Posts recentes

Ver tudo