• Valemobi

Wine cancela estreia na B3 e pede registro de companhia aberta

A varejista de vinhos Wine decidiu cancelar sua oferta pública inicial de ações na bolsa brasileira e seguir apenas como empresa aberta.


No documento enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a companhia fez o pedido de registro para a categoria A, que permite a emissão de quaisquer valores mobiliários, como debêntures e ações.


“A ideia é ter um pouco mais de flexibilidade com as ferramentas de mercados de capitais já sendo uma companhia de capital aberto e não ter que correr nessa trilha de IPO. Queremos minimizar as volatilidades e continuar o relacionamento que estamos desenvolvendo com o mercado”, conta Marcelo D'Arienzo, presidente da Wine.


Além disso, o executivo afirmou que a varejista pretende acessar o mercado de capitais ainda em 2021, seja por emissão de debênture privada ou por emissão de ações.


Ainda em novembro do ano passado, a Wine já havia suspendido o IPO por conta de incertezas e de instabilidades no mercado financeiro, como as volatilidades causadas pelas eleições americanas na época.


Segundo a empresa, a expectativa é de que o registro de companhia aberta seja deferido até maio pela CVM.