• Valemobi

Mobly movimenta R$ 812 milhões em IPO

A loja de móveis online Mobly definiu o preço por ação em sua oferta pública inicial (IPO, na sigla em inglês) a R$ 21 cada. Dessa forma, com a venda de 38.647.344 ativos, a operação movimentou R$ 811,5 milhões.


Do total captado, R$ 777,7 milhões vão para o caixa da companhia, por se tratar da tranche primária. A oferta também contou com a distribuição secundária, ou seja, quando os atuais acionistas vendem suas fatias na empresa.


Segundo a Mobly, os recursos provenientes da oferta serão destinados para fortalecimento do capital de giro e estrutura financeira, vendor financing e estrutura de capital (50%); investimento em marketing e publicidade (35%); e investimento em bens de capitais, incluindo a expansão de novas lojas físicas, centros de distribuições e desenvolvimento de tecnologia da informação interna (15%).


As ações da Mobly serão negociadas no Novo Mercado da B3 na próxima sexta-feira, 5, sob o ticker MBLY3.


O IPO foi coordenado por Morgan Stanley, Bradesco BBI, Itaú BBA e Goldman Sachs.


Sobre a Mobly


Fundada em 2011, a Mobly possui mais de 925 mil usuários ativos, além de duas megastores, quatro lojas outlet e cinco lojas compactas (Mobly Zip). A companhia é controlada pelo grupo alemão Rocket Internet.


“O foco principal é transformar a maneira como as pessoas realizam compras para suas casas, oferecendo, através de uma omnicanalidade completa, uma experiência de compra superior, com uma vasta oferta de produtos e o uso de tecnologia baseada em dados”, ressalta a empresa em seu prospecto enviado à CVM.


Nos nove primeiros meses de 2020, o volume de vendas (GMV) da Mobly ficou em R$ 560,2 milhões, com crescimento de 48% sobre igual intervalo do ano passado. A receita líquida cresceu 50%, a R$ 420,8 milhões.